Consolidação dos estados nacionais Sul-americanos a partir das fronteiras e da integração regional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14244/tp.v32iesp.3.1041

Palavras-chave:

Estado, Nação, Fronteira, Integração, América do Sul

Resumo

Esse artigo tem como propósito principal oferecer aos leitores um panorama amplo do processo de consolidação das fronteiras sul-americanas à luz da integração regional, desde o começo do século XVI até os dias atuais. Para tal, mobilizamos elementos conceituais oriundos do campo da história e da geopolítica para analisar as principais evoluções e linhas de pensamento utilizadas durante o processo de construção da América do Sul. O argumento do artigo é que a dinâmica regional resulta da tensão (ou dialética) entre os centros (geo)políticos e as áreas de fronteiras, inserindo-se nos processos de consolidação interna das nações sul-americanas. Como resultado, podemos afirmar a resistência histórica, por parte das nações do continente sul-americano, em aprofundar politicamente o processo de integração regional, particularmente à luz da experiência vivenciada durante a pandemia global.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Miguel Dhenin, Universidade Federal do Amapá

Professor do curso de Relações Internacionais e do Programa de Pós-graduação em Estudos de Fronteira (PPGEF).

Publicado

30/12/2023

Como Citar

DHENIN, M. Consolidação dos estados nacionais Sul-americanos a partir das fronteiras e da integração regional. Teoria & Pesquisa Revista de Ciência Política, São Carlos, v. 32, n. esp.3, p. e023030, 2023. DOI: 10.14244/tp.v32iesp.3.1041. Disponível em: https://www.teoriaepesquisa.ufscar.br/index.php/tp/article/view/1041. Acesso em: 19 jun. 2024.

Métricas