GOVERNADORES E COALIZÃO ELEITORAL NO BRASIL (1998-2018)

Autores

  • Willber Nascimento
  • Pedro Vitorino
  • Ranulfo Paranhos
  • José Alexandre Silva Júnior

DOI:

https://doi.org/10.4322/tp.v29i3.848

Resumo

Candidatos a governador no Brasil são bem-sucedidos em formar maiorias parlamentares? Nosso objetivo é analisar se coligações eleitorais majoritárias afetam o desempenho eleitoral dos partidos na disputa proporcional para assembleias legislativas estaduais as colocando em situações que possam formar maiorias parlamentares. Neste trabalho avaliamos (1) se as coligações majoritárias vencedoras têm um desempenho superior às demais nas disputas para Deputado Estadual; (2) se as coligações vencedoras conseguem formar maiorias parlamentares. Os resultados indicam que: (1) as coligações vencedoras garantiram 40% das cadeiras na média para o período analisado; (2) em média 66,65% das coligações majoritárias vencedoras conseguiram fazer maioria simples e 36,42% fizeram maioria absoluta nas assembleias legislativas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05/04/2021

Como Citar

NASCIMENTO, W.; VITORINO, P.; PARANHOS, R.; JÚNIOR, J. A. S. GOVERNADORES E COALIZÃO ELEITORAL NO BRASIL (1998-2018). Teoria & Pesquisa Revista de Ciência Política, São Carlos, v. 29, n. 3, 2021. DOI: 10.4322/tp.v29i3.848. Disponível em: https://www.teoriaepesquisa.ufscar.br/index.php/tp/article/view/848. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Métricas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)