A crise da democracia anunciada: Brasil entre o déficit democrático, a democracia do público e a crise democrática

Autores

  • Leonardo Aires de Castro

DOI:

https://doi.org/10.4322/tp.v27i2.663

Resumo

O objetivo do artigo é promover um debate teórico sobre a crise da representação política no Brasil, utilizando-se dos conceitos “déficit democrático” de Pippa Norris, “democracia do público” de Bernard Manin e “crise da democracia liberal” de Yascha Mounk, pautando seus indicadores no contexto político brasileiro. Discutimos se é possível transpor a análise desses autores a realidade nacional, visto as diferenças institucionais e culturais entre Europa, Estados Unidos e Brasil. Também, analisamos os dados da World Values Survey sobre o Brasil, articulando os debates anteriores para construir um estudo sobre a suposta crise democrática brasileira. Compreendemos a partir desse estudo que o Brasil se aproxima do contexto internacional, no que tange as teorias correntes discutidas, de crise da democracia liberal e fortalecimento de alternativas populistas, ligados aumento de cidadãos críticos e o distanciamento desses dos partidos políticos tradicionais.

Downloads

Publicado

2018-12-11

Edição

Seção

Dossiê