Os usos do gênero na campanha presidencial de 2014: mulheres na propaganda eleitoral brasileira

Autores

  • Joyce Miranda Leão Martins
  • Cristina Altmann

Resumo

Compreendendo a importância de estudos que problematizem como as diferenças de gênero se (re)produzem e se atualizam no campo político-midiático, o objetivo deste artigo é refletir sobre os diferentes usos do gênero nas propagandas eleitorais brasileiras. O recorte empírico é o primeiro turno da campanha presidencial de 2014, na televisão, que tem como candidatas Dilma Rousseff (Partido dos Trabalhadores - PT - postulante à reeleição); Marina Silva (Partido Socialista Brasileiro - PSB) e Luciana Genro (Partido do Socialismo e Liberdade -PSOL). O trabalho busca responder as seguintes questões: como as candidatas tentam construir suas imagens no espaço das propagandas partidárias? Ser mulher importa em uma eleição presidencial no Brasil? O método de análise utilizado é o da análise do discurso, sendo centrais os conceitos de ethos e lugar de fala.

Downloads

Publicado

2018-09-23

Edição

Seção

Artigos