A FORMAÇÃO DA SOCIOLOGIA DOS PARTIDOS POLÍTICOS EM ROBERT MICHELS

Autores

  • Renato Fernandes

DOI:

https://doi.org/10.4322/tp.v29i1.792

Resumo

No presente artigo analisamos o processo de formulação da sociologia dos partidos políticos de Robert Michels. Esta análise foi feita através da crítica que o autor realizou à socialdemocracia. Desde seus primeiros textos, Robert Michels procurou delimitar as possibilidades da formação de uma vontade coletiva, na qual coincidissem os interesses dos dirigidos e dirigentes, na perspectiva democrática. Com a adaptação da socialdemocracia ao parlamentarismo, o autor formulou diversas críticas para a análise desse processo. A partir disso, elaborou uma teoria dos partidos que reforçou a crítica elitista ao sistema democrático, cujo centro é a ideia de que toda organização leva à oligarquia, isto é, à separação entre uma camada dirigente e uma massa de dirigidos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

23/06/2020

Como Citar

FERNANDES, R. A FORMAÇÃO DA SOCIOLOGIA DOS PARTIDOS POLÍTICOS EM ROBERT MICHELS. Teoria & Pesquisa Revista de Ciência Política, São Carlos, v. 29, n. 1, 2020. DOI: 10.4322/tp.v29i1.792. Disponível em: https://www.teoriaepesquisa.ufscar.br/index.php/tp/article/view/792. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Métricas