GÊNERO, POLÍTICA E AÇÕES AFIRMATIVAS: A MOBILIZAÇÃO POLÍTICA FEMINISTA E A ADOÇÃO DA POLÍTICA DE COTAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

Autores

  • Sandro Augusto Silva Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.4322/tp.v26i3.610

Resumo

Este artigo pretende identificar o papel do debate político sobre gênero no âmbito das mobilizações que produziram as conquistas relacionadas a adoção das ações afirmativas nas universidades públicas brasileiras. Por meio de uma reflexão sobre as trajetórias de mulheres no contexto acadêmico, este estudo recupera a contribuição do movimento feminista e de suas epistemologias para entender o processo específico de adoção da política de cotas na Universidade Federal da Bahia, e as ausências da discussão e de proposições voltadas às demandas específicas de mulheres neste processo. Por fim, procura identificar o lugar do tema gênero no contexto das lutas políticas nos espaços educacionais no atual contexto pós golpe parlamentar, que põe em risco conquistas importantes dos movimentos sociais, entre elas as ações afirmativas nas universidades.

Downloads

Publicado

2018-05-02

Edição

Seção

Dossiê Gênero é Política